Madeira

ExpoMadeira 2022 abre amanhã após dois anos de interregno

None
Foto Arquivo

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, preside amanhã, pelas 18 horas, no Estádio do Marítimo, nos Barreiros, à abertura da ExpoMadeira 2022, uma organização da Associação Comercial e Industrial do Funchal – Câmara de Comércio de Indústria da Madeira (ACIF-CCIM).

Após dois anos de interregno, devido à pandemia da covid -19, a AICF decidiu retomar a organização da emblemática feira, que leva já 38 anos de existência, celebrando-se este ano a 37ª edição (em 2020 e em 2021 não se realizou).

A Expomadeira teve a sua primeira edição em 1984, nos jardins do Casino da Madeira, mudando-se no ano seguinte para a escola Dr. Horácio Bento de Gouveia, palco deste certame até 1996, ano em que se estreou no Parque de Feiras do Madeira Tecnopolo.

Em 2015, devido à falta de condições do Parque de Feiras, entretanto transformado no Centro Logístico dos CTT e no Centro de Vacinação, mudou-se para as instalações do estádio do Marítimo, nos Barreiros, onde vem permanecendo desde então.

Uma mudança que, segundo a organização, não alterou a sua notoriedade e o seu grau de atratividade, quer para os empresários que pretendem promover os seus produtos e serviços, quer para a população, que já considera esta exposição como um evento de referência.

Após estes tempos difíceis, originados pela pandemia, a ACIF vem afirmando estar consciente que a organização desta edição, após o hiato de dois anos, será desafiante. No entanto, considera que estão reunidas as condições para que este evento seja novamente um sucesso.

A edição deste ano terá lugar de 8 a 17 de julho, no Estádio dos Barreiros, com a presença de 83 expositores, 225 módulos de 9m2, dos quais 26 expositores são novas presenças.

Em 2019 este evento acolheu 81 expositores, menos dois expositores do que neste ano.

O layout da exposição foi alterado, devido aos trabalhos que decorrem nos Estádio dos Barreiros para a substituição da relva.

Este ano, a restauração estará toda no anel principal, ao mesmo nível que os outros expositores, em vez de estar localizada no polivalente, como nos anos anteriores, possibilitando assim uma oferta mais diversificada, privilegiando a qualidade e a dispersão em detrimento da concentração e da dimensão de cada um dos espaços.

A animação também irá sofrer alterações: para além das bandas musicais, que são sempre apanágio deste tipo de eventos, a organização irá apostar numa animação mais diversificada e dirigida a várias faixas etárias, incluindo os jovens que poderão encontrar neste evento vários tipos de entretenimento, inclusive os videojogos.