Madeira

Aumentam pedidos de apoio para material ortopédico

Delegação regional da Associação Portuguesa de Deficientes diz ter menor capacidade de resposta

None

A delegação regional da Associação Portuguesa de Deficientes revela que tem recebido cada vez mais pedidos de apoio para a aquisição de materiais ortopédicos, desde o início da pandemia, numa altura em que a instituição diz ter menor capacidade de resposta. 

A associação alerta por isso que a campanha 'Dê Uma Tampa à Indiferença', promovida pela delegação regional da Associação Portuguesa de Deficientes "continua activa", depois de ter recebido várias perguntas sobre se teria sido cancelada, na sequência do aparecimento da Covid-19. 

"Informamos que seguimos todas as regras, quer nas recolhas que fazemos juntos das entidades e particulares, quer no recebimento nas nossas instalações, nomeadamente no uso de máscara e utilização de álcool gel. As tampinhas ficam depois depositadas no exterior da associação, e posteriormente são acondicionadas em sacos e colocadas no contentor. Por norma este manuseamento e acondicionamento já se realizava com a utilização de luvas. Pelo que apresentamos total segurança. Fruto também do período de confinamento, bem como do fecho das escolas, a recolha de tampas tem vindo a diminuir", assegura a associação.

A delegação regional apela a todos para que "continuem a efectuar as suas recolhas", sublinhando que é a forma de "dar resposta aos inúmeros pedidos de apoio de material ortopédico que têm surgido". 

Fechar Menu