Aberto concurso para concessão do Mosteiro de São Salvador de Travanca em Amarante

24 Ago 2019 / 02:12 H.

O concurso público para a concessão do Mosteiro São Salvador de Travanca, em Amarante, foi lançado hoje, no âmbito do Programa Revive, com um valor anual mínimo de renda de 51.600 euros, anunciou hoje o Governo.

Em comunicado enviado à agência Lusa pelo ministério da Economia, o executivo explica que o prazo de concessão é de 50 anos e “para exploração com fins turísticos”, sendo que os interessados na recuperação daquele mosteiro românico beneditino, fundado no século XII, podem apresentar propostas até 21 de novembro.

A concessão do Mosteiro de São Salvador de Travanca é o 19º concurso lançado no âmbito do programa REVIVE, que pretende “valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atractividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país”.

Segundo a nota, aquele mosteiro está situado no “fundo de um vale e envolvido por inúmeras quintas características da região norte do país”, “integra uma das mais belas torres medievais portuguesas e faz parte do percurso cultural da Rota do Românico”.

O edifício tem 4.248,96 m² de área bruta total de construção, onde se estima que possam ser instalados cerca de 60 quartos.

O Mosteiro de São Salvador de Travanca é um dos 33 imóveis abrangidos pela primeira fase do REVIVE, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias, sendo um dos 12 localizados em territórios do interior.

cAtualmente, estão, ainda, abertos os concursos para apresentação de propostas para a concessão do Mosteiro de Lorvão, em Penacova, do Castelo de Vila Nova de Cerveira e do Forte da Ínsua, em Caminha.