IFCN pede voluntários para monitorizar lobo-marinho no Porto Santo

No dia 16 de Abril será feita uma acção de formação para quem queira integrar a equipa de monitorização

15 Abr 2019 / 10:35 H.

O Instituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) está a monitorizar a jovem fêmea de lobo-marinho que procurou a praia do Porto Santo para descansar, permanecendo na Ilha Dourada desde o dia 10 de Abril.

No sentido de “envolver a população neste processo”, o IFCN está a recrutar voluntários para monitorizar a cria, solicitando “a colaboração de todos os que queiram contribuir para a salvaguarda deste animal até que deixe o Porto Santo”. Pedido divulgado através da página de Facebook da autarquia porto-santense.

Assim, no próximo dia 16 de Abril, às 10 horas, na Câmara Municipal do Porto Santo, será feita uma acção de formação para quem queira integrar a equipa de monitorização deste lobo-marinho, a qual será gerida pela equipa do IFCN. Associada a esta formação será feita uma apresentação geral sobre o lobo-marinho para todos os que quiserem saber um pouco mais sobre esta espécie.

A autarquia deixa ainda outro alerta em relação à segurança do animal: “lobo-marinho e animais domésticos não combinam”. A Câmara explica que “são vários os episódios de mortandade de mamíferos marinhos causados por patologias transmitidas por animais domésticos e principalmente por cães, ocorridos em todo o mundo”, pelo que solicita aos donos de animais domésticos que, “nesta fase excepcional” procurem outros locais que não a praia para passear os seus cães.

O município lembra ainda que “o lobo-marinho é a foca mais rara do mundo e na Madeira encontra-se uma pequena colónia que precisa de ser cuidada”.

O primeiro avistamento desta cria de lobo-marinho aconteceu na quarta-feira, dia 10, quando, para surpresa de muitos, apareceu na praia da ilha do Porto Santo, onde permanece até hoje.

De acordo com declarações da bióloga Rosa Pires ao DIÁRIO, estamos perante um fenómeno pouco comum de “uma jovem fêmea aventureira”.

Outras Notícias