Chuva, vento e agitação marítima no horizonte

Tempo melhora a partir de amanhã, mas o vento pode mexer com o fim-de-semana de Páscoa

16 Abr 2019 / 08:23 H.

Vem aí chuva, vento e agitação marítima, mas só o vento poderá ainda perturbar no alargado fim-de-semana da Páscoa.

A precipitação que se aproxima deverá atingir a Madeira sobretudo durante a próxima noite. Antes, ao longo do dia de hoje, o principal constrangimento atmosférico deverá ser o vento, que ameaça ‘soprar’ forte, podendo ir além dos limites operacionais no Aeroporto Internacional da Madeira. Vento que deve amainar ao final da tarde para regressar no sábado.

Quem faz planos para os primeiros banhos de mar neste período de férias pascal, só deve ter o mar de feição a partir de quinta-feira. Até lá, quem viajar de barco entre a Madeira e Porto Santo, pode também contar com ‘balanço’, sobretudo no mar da Travessa, onde amanhã as ondas poderão mesmo atingir os 6 metros!

De acordo com o Delegado Regional do IPMA na Madeira, “a situação meteorológica mais significativa estará associada à aproximação e passagem de superfície frontal fria”, que Victor Prior prevê venha a acontecer entre a tarde desta terça-feira e o fim da próxima madrugada “acompanhada de períodos de chuva ou aguaceiros, pontualmente moderados e vento moderado a forte”. A partir de amanhã o meteorologista dá conta que “o estado do tempo será essencialmente influenciado pelo Anticiclone dos Açores, prevendo-se períodos de muita nebulosidade, em especial nas regiões montanhosas e vento moderado a forte de Norte ou Noroeste, durante o dia 20, (sábado de Aleluia) ”.

Vento que, em geral, será fraco (inferior a 15 km/h) a moderado (15 a 35 km/h), mas “moderado a forte (35 a 55 km/h)” hoje, amanhã e no sábado.

Sem previsão de alteração significativa estarão as temperaturas do ar esta semana. No Funchal a estimativa do IPMA é que possam variar entre 15 a 16ºC de mínima, e 21 a 23ºC de máxima. No Porto Santo as mínimas não deverão ser inferiores a 14ºC, mas também as máximas não irão além dos 21ºC. Nas cotas elevadas (1.500 metros), como é o caso do Areeiro, a amplitude térmica deve variar entre os 3 e os 11ºC.

Em linha com o agravamento do estado do tempo que se avizinha, também o mar deverá engrossar a partir de hoje até atingir, amanhã, o pico da agitação marítima. Embora a altura significativa das ondas no geral para esta semana situe-se entre 1 a 2,5 metros, Victor Prior diz que entre hoje e quinta-feira “estão previstos valores superiores a 2,5 metros na costa Norte e 2 metros na costa Sul”, podendo no dia 17 (quarta-feira) atingir os 4 metros na costa Norte”.

Outras Notícias