923 empresas criadas na Madeira até Outubro de 2019

Dados do Informa D&B revelam aumento de 1%, enquanto que os encerramentos quase estagnaram e as insolvências dispararam 12,5%

11 Nov 2019 / 17:00 H.

Entre Janeiro e Outubro de 2019 nasceram 923 empresas na Madeira, mais 10 do que no mesmo período do ano passado, o que dá um aumento de 1%, enquanto que os encerramentos estão quase iguais às de 2018, com ligeiro aumento de 0,2% de 404 para 405. Por seu turno, as insolvências de empresas cresceram 12,5% para 54 face aos 48 dos primeiros 10 meses do ano passado.

A informação divulgada hoje pela Informa D&B consta da base de dados desta entidade e que analisa os “processos de insolvência iniciados no período considerado, com publicação no portal Citius do Ministério da Justiça” e “considera os processos de insolvência de pessoas colectivas”, não analisando “os processos de insolvência de empresários em nome individual, de profissionais liberais, ou de particulares”.

No acumulado, até 31 de Outubro contam-se 11.414 entidades que prestaram contas, com um peso face ao total nacional de 2,2% (de 506.417).

Refira-se ainda que os dados oficiais deverão ser publicados pela Direcção Regional de Estatística da Madeira, mas somente no início do próximo ano, uma vez que são feitas trimestralmente. Até ao 3.º trimestre de 2019, segundo a DREM, que utiliza os mesmos dados, mas fornecidos pela Direcção Geral da Política de Justiça ao Instituto Nacional de Estatística (INE), tinham sido constituídas 833 empresas e dissolvidas 424 na Região Autónoma da Madeira, o que resulta num saldo francamente positivo (+409) e que dá boas perspectivas para que 2019 possa terminar com o 5.º ano consecutivo de saldo positivo entre empresas criadas e fechadas.

Alojamento e restauração ditam quebra no turismo

Em Portugal, neste período de 10 meses, nasceram 41.852 empresas, com os sectores ligados ao turismo a perderem (-1%) protagonismo na criação de novas empresas, “consequência do subsector do ‘Alojamento de curta duração’, que até final de Outubro deste ano regista menos 148 empresas que em igual período de 2018 (-15,4%)”, frisa.

Segundo o Informa D&B o sector dos transportes (+113,7%) e da construção (+29,4%) tiveram os maiores crescimentos em novas empresas, mas no total menos 2.148 encerraram de empresas (-14,8%) que em 2018, enquanto as indústrias (+16,7%) dão sinais de alerta nas insolvências que, no global, decrescem 8,2%.

Assim, na globalidade, entre 1 de Janeiro e 31 de Outubro deste ano já nasceram cerca de 3.700 mais empresas do que no mesmo período de 2018, o que representa um crescimento de 9,8%.

Outras Notícias