Madeira

'Porto Santo Sem Lixo Marinho' apela à participação em acção de limpeza

None

Na semana de 14 a 19 de Dezembro, irá decorrer, na Ilha Dourada, uma campanha de limpeza em zonas costeiras, no âmbito do projecto 'Porto Santo Sem Lixo Marinho'. 

A organização apela à participação de todos:

"Porto Santo Sem Lixo Marinho depende de si"

Para participar nesta acção deverá reunir um grupo de pessoas da sua família e/ou contactos habituais (não mais de 5 pessoas) e escolher um dia/hora em que tenham disponibilidade para participar na campanha de limpeza.

De seguida devem escolher o local, efectuar a inscrição (até ao próximo dia 11, através do e-mail [email protected]cm-portosanto.pt) e dirigir-se à Câmara Municipal para levantar os 'kits de limpeza'.

Sobre o projecto:

Arrancou no dia 1 de Setembro de 2020 o 'Porto Santo Sem Lixo Marinho', um projecto pioneiro em Portugal que quer tornar Porto Santo numa ilha mais consciente sobre o uso do plástico e contribuir para a diferenciação e valorização deste território.

Os diferentes parceiros nacionais e locais irão trabalhar em conjunto para identificar o fluxo e a descarga de resíduos plásticos, ao mesmo tempo que promovem a optimização da sua gestão e sensibilizam a população local e turistas para a problemática causada pelo lixo plástico nos oceanos.

'Porto Santo Sem Lixo Marinho' conta com um cofinanciamento atribuído pelo Programa Ambiente dos EEAGrants e é liderado pela Associação Natureza Portugal, em associação com a WWF, e tem como parceiros a AIDGLOBAL, a ARM - Águas e Resíduos da Madeira, S.A., a Câmara Municipal do Porto Santo e o polo do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente na Madeira, acolhido pela Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, tecnologia e Inovação (MARE-ARDITI). Conta ainda com o apoio da WWF Noruega e da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas do Governo Regional da Madeira.

Ao longo de 18 meses, o projecto será desenvolvido através de três fases. Na primeira, será feita uma avaliação do fluxo e descarga dos resíduos e lixo marinho da ilha, para, numa segunda fase, todos os agentes poderem proceder a uma optimização da gestão desses resíduos. Na terceira e última etapa do projecto, será feita uma campanha de comunicação e sensibilização que tem como objectivo reduzir radicalmente o consumo de descartáveis e, assim, os plásticos que acabam no mar.

As características da ilha do Porto Santo, que foram reconhecidas na categoria de Reserva da Biosfera da UNESCO, são agora reconhecidas como o cenário ideal para outras valorizações desta região. O projecto pretende testar mecanismos inovadores de recolha e valorização dos resíduos de plástico com o envolvimento de todas as partes interessadas.

Algumas destas acções vão desde pontuais limpezas de praia, passando por criar um selo de compromisso com entidades locais e colocar em prática um sistema de recolha de garrafas, até uma App que ajude a identificar pontos críticos de poluição.

Com uma população residente superior a 5 mil habitantes, esta é uma ilha atlântica de eleição para a classe turística que chega a atingir dormidas anuais à volta das 500 mil, nas estações mais quentes.

A quantidade de lixo, essencialmente plástico, acumulado nesta região estima-se alta e é urgente fazer um levantamento concreto e preciso destes dados. Posteriormente estes dados serão trabalhados e usados de forma mais operacional para optimizar a gestão destes resíduos na ilha, através de um Plano de Gestão Comunitário.

Fechar Menu