Próximo satélite europeu para observação da Terra é lançado na sexta-feira

12 Out 2017 / 10:18 H.

O próximo satélite do programa europeu de observação da Terra Copernicus vai ser lançado na sexta-feira, a partir da Rússia, e é o primeiro de três que vão monitorizar a atmosfera, segundo a agência espacial europeia ESA.

O Sentinel-5P será lançado do Cosmódromo de Plesetsk, no norte da Rússia, às 09h27 GMT (10h27 em Lisboa).

O engenho transporta um instrumento, o Tropomi, que irá mapear gases na atmosfera como dióxido de carbono, ozono, dióxido de enxofre, metano e monóxido de carbono.

Os dados transmitidos pelo satélite, nomeadamente sobre a formação de buracos na camada de ozono, serão úteis para as previsões da qualidade do ar e para monitorizar o clima e a poluição atmosférica.

A missão do Sentinel-5P será posteriormente complementada por outros dois satélites, o Sentinel-4 e o Sentinel-5.

O programa europeu de observação da Terra Copernicus inclui uma constelação de satélites, dos quais já foram lançados seis com a finalidade de monitorizar a temperatura e o nível do mar, a extensão de gelo polar e de floresta, a poluição e a produtividade marinhas, incêndios, inundações, erupções vulcânicas ou deslizamentos de terra.

O último dos satélites, o Sentinel-6, direccionado para a topografia dos oceanos, irá fornecer dados, com mais pormenor, de correntes, ventos e altura das ondas, com implicações na segurança marítima.

Outras Notícias