Prédio em construção desabou no Quénia e matou sete

País /
11 Out 2017 / 21:40 H.

Pelo menos sete pessoas morreram hoje no desabamento de um prédio em construção na cidade de Kisii, no sudoeste do Quénia, indicaram equipas de socorro e a polícia.

“Até agora, sete cadáveres foram retirados dos escombros e levados para a morgue, e as buscas prosseguem. Pensamos que ainda há pessoas vivas lá dentro”, declarou um responsável policial no local à agência noticiosa francesa AFP, a coberto do anonimato.

Por sua vez, o responsável do departamento de catástrofes do condado de Kisii, Juluis Tinega, anunciou à imprensa que 22 pessoas, na maioria trabalhadores daquela obra, foram socorridas desde o desabamento do edifício de quatro andares ocorrido esta manhã.

“Estamos a fazer o nosso melhor para socorrer todos aqueles que ficaram presos [nos escombros]. As equipas de resgate vão prosseguir o seu trabalho até que recuperemos todos”, disse o governador do condado, James Ongwae, apresentando condolências às famílias das vítimas.

São, até agora, desconhecidas as causas do desabamento do edifício em construção.

Vários prédios ruíram nos últimos anos em Nairobi e noutras cidades do Quénia, país em plena expansão imobiliária.

A qualidade dos materiais e da construção são regularmente postas em causa, bem como a capacidade de promotores pouco escrupulosos para contornar a legislação através do pagamento de subornos.

Em abril de 2016, 49 pessoas morreram no desabamento de um edifício de seis andares num bairro pobre do nordeste da capital. O prédio terá cedido devido às chuvas torrenciais e à má qualidade da construção.

Outras Notícias