Agência de Energia mantém estimativa da procura global de petróleo em 2017

13 Out 2017 / 02:20 H.

A Agência Internacional de Energia (AIE) manteve hoje a estimativa da procura global de petróleo para o conjunto de 2017, apesar de o aumento ter desacelerado no terceiro trimestre, foi hoje anunciado.

No relatório mensal, a AIE precisa que o crescimento da procura global de petróleo desacelerou no terceiro trimestre deste ano para 1,2 milhões de barris por dia, contra 2,2 milhões de barris por dia no segundo trimestre.

A AIE sublinha que esta desaceleração do crescimento no terceiro trimestre “volta a por a procura em níveis mais normais”.

Os dados refletem uns meses de “julho e agosto relativamente fracos”, e, sobretudo, o impacto dos furacões Harvey e Irma no continente americano em setembro.

“Os acréscimos da procura nos países da OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico) foram moderados em julho e os dados preliminares apontam para uma maior desaceleração em agosto”, sublinha a AIE, adiantando que nos países que não são membros da organização se registou um comportamento similar.

Tudo isto não impede que a AIE mantenha a previsão de crescimento global da procura de 1,6 milhões de barris por dia em 2017, para um total de 97,7 milhões de barris por dia, e de 1,4 milhões de barris por dia em 2018, para um total de 99,1 milhões de barris por dia.

A AIE estima que o crescimento da procura acelere no último trimestre deste ano, com um acréscimo homólogo de 1,7 milhões de barris por dia, em condições meteorológicas “normais” no hemisfério norte.

Por mercados, a AIE chama a atenção para a diminuição do crescimento da procura nos Estados Unidos, com um acréscimo de 250.000 barris diários face ao de 650.000 barris por dia alcançado em junho.

Em relação à oferta, a produção global de petróleo cresceu 90.000 barris por dia no terceiro trimestre face ao período homólogo de 2016, para um total de 97,5 milhões de barris por dia, sobretudo graças aos países não membros da OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo).