Gestão pública do sector da banana “é muito positiva”

16 Jul 2017 / 18:46 H.

No encerramento da XVII Mostra Regional da Banana, que decorre esta tarde na Madalena do Mar, tanto o presidente da Câmara da Ponta do Sol, Rui Marques, como o secretário regional da Agricultura, Humberto Vasconcelos, elogiaram a gestão deste sector pela empresa pública GESBA.

“Se não tivéssemos esta solução, neste momento não teríamos metade da banana da Madeira”, sublinhou Humberto Vasconcelos, que nota que “o agricultor sente-se confortável ao saber que produz algo que de certeza vai ser vendido e o preço a que vai ser vendido”. “O sucesso passa efectivamente por uma gestão pública no sentido da defesa do produto e do preço”, reforçou o governante.

Rui Marques alinhou pelo mesmo diapasão: “A opção de montar a empresa pública [GESBA] foi muito positiva, porque antes havia um atraso muito grande no pagamento aos produtores, chegava a ter oito meses de atraso. Desde que a empresa foi constituída temos assistido ao pagamento regular, o que faz com que todos os meses os agricultores tenham alguma liquidez financeira”.

O evento serviu ainda para o secretário da Agricultura anunciar que em breve serão criados subprodutos para absorver a produção de banana de menor qualidade, que tem uma classificação que não é aceite para a comercialização. A venda de tais subprodutos vai garantir receitas que vão reverter para o produtor. Por outro lado, destacou o investimento que está a ser feito na qualidade da banana, através dos sistemas de certificação que são hoje obrigatórios para colocar produção nas grandes superfícies. Há cerca de 100 bananeiros inscritos neste primeiro processo de certificação, que depois deverá ser alargado a outros produtores.

Já o presidente da Câmara da Ponta do Sol elogiou a requalificação que a GESBA está a preparar para o Centro de Bananicultura do Lugar de baixo, que vai ter uma área museológica e um percurso com as diferentes fases da produção de banana, com características que convidam à visita por turistas e madeirenses. Rui Marques revelou ainda que, no final deste mês e início de Agosto, a autarquia vai proceder à distribuição de raticida para que os agricultores possam combater a praga dos pequenos roedores.

Estima-se que a Madeira produza este ano cerca de 22 mil toneladas de banana. Deverá ser um ano de grande produção, que, para já, estão processadas mais 800 toneladas do que no ano anterior. Cerca de 85% da produção é destinada ao mercado nacional.

Tópicos

Outras Notícias