CDU denuncia esquecimento que é vivido pelos bairros sociais

15 Jul 2017 / 16:52 H.

A iniciativa da CDU teve como palco o Bairro da Palmeira, tido pelo partido como “exemplo flagrante do abandono e esquecimento em que se encontram os seus habitantes, por parte da Câmara Municipal, do Governo Regional e da Investimentos Habitacionais da Madeira”.

“A CDU tem denunciado ao longo de vários anos a situação delicada e até perigosa em que se encontram os edifícios e equipamentos públicos do Bairro. Durante todo este tempo e após várias intervenções junto da Assembleia Municipal e Assembleia Legislativa, por parte dos nossos eleitos e activistas, a única coisa que sobra é um rol de promessas por cumprir da parte dos governantes e responsáveis pelos bairros sociais de Câmara de Lobos”, assume a CDU através de comunicado.

Muros de suporte de terras que ameaçam ruir a qualquer momento, fachadas e caleiras com fendas cada vez maiores, coberturas dos prédios em amianto e saneamento básico dos fogos com problemas gravíssimos são alguns dos exemplos do estado de degradação de muitos destes bairros.

“Propusemos a criação de hortas sociais nos espaços adjacentes ao bairro. A proposta apresentada por nós não foi aprovada porque esse projecto, segundo a Câmara Municipal de Câmara de Lobos, já estaria contemplado por parte da IHM. Passados muitos anos, os moradores continuam à espera”, lamentam.

O partido acrescenta ainda que “as pessoas que aqui vivem sentem-se enganadas, abandonadas, esquecidas. Exigem que sejam tratadas com a dignidade que merecem porque cumprem com os seus deveres”.

A CDU conclui prometendo que vai estar na linha da frente da “luta por esta justa reivindicação”.

Outras Notícias