Presidente da República defende diálogo entre Governo e bombeiros

Marcelo rebelo de Sousa lembrou que os portugueses querem melhor Protecção Civil e que a falta de diálogo é “mau serviço aos portugueses”

15 Dez 2018 / 21:06 H.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que os portugueses querem melhor Proteção Civil e defendeu que o Governo e a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) devem dialogar.

“Cada vez que há uma palavra dita em público que dificulta o diálogo, é um mau serviço aos portugueses”, afirmou o Presidente da República, em Coimbra.

Na sua opinião, “os portugueses querem melhor Proteção Civil” o que implica “que todos os envolvidos se entendam”.

“Tudo o que seja desentenderem-se, é o contrário do caminho desejado para os portugueses. Eu acho que qualquer pessoa minimamente atenta percebe o que é que os portugueses querem”, acrescentou, após ter participado na festa de Natal da Acreditar - Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, no Convento São Francisco.

Insistindo num “apelo genérico” para que o conflito entre o Ministério da Administração Interna e a LBP seja ultrapassado, Marcelo Rebelo de Sousa disse ainda que importa ter “muito cuidado naquilo que se diz” em público em matéria de Proteção Civil.

A Liga dos Bombeiros Portugueses, liderada por Jaime Marta Soares, contesta os diplomas que o Governo quer aprovar no âmbito da reforma da Proteção Civil.

Por outro lado, em resposta a uma pergunta dos jornalistas sobre a aprovação em Conselho de Ministros, na quinta-feira, da nova Lei de Bases da Saúde, que não consagrou o estatuto do cuidador informal, o Chefe de Estado reafirmou ser “um defensor do cuidador informal”.

“O fundamental é que haja um estatuto para o cuidador informal” em Portugal, acentuou.

Outras Notícias