Parlamento congratula-se com novas classificações nacionais a Património Mundial da UNESCO

País /
19 Jul 2019 / 11:55 H.

A Assembleia da República aprovou hoje votos de congratulação de PS e CDS-PP pela elevação do Real Edifício de Mafra, do Santuário do Bom Jesus (Braga) e do Museu Nacional Machado de Castro (Coimbra) a Património Mundial da UNESCO.

No decurso da 43.ª sessão do Comité do Património Mundial da UNESCO, que decorreu no Azerbaijão, o Santuário do Bom Jesus, em Braga, o Palácio Nacional de Mafra e o Museu Nacional Machado de Castro (Coimbra) receberam a classificação de Património Cultural Mundial, aumentando para 17 o número de bens portugueses inscritos nesta lista de património mundial protegido, referem os votos do PS e do CDS-PP, aprovados por unanimidade.

“A Assembleia da República associa-se ao sentimento de júbilo nacional, congratulando-se com o reconhecimento do Real Edifício de Mafra e do Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, como Património Mundial da UNESCO, e a inclusão do Museu Nacional Machado de Castro no sítio Universidade de Coimbra - Alta e Sofia, e felicita todos quantos contribuíram para esta classificação”, referem os votos hoje aprovados.

A decisão de incluir estes dois monumentos e o museu foi conhecida em 7 de Julho, tendo o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerado que a inscrição destes monumentos e museu na Lista do Património Mundial da UNESCO é motivo de “grande regozijo para todos os portugueses”, enquanto o primeiro-ministro, António Costa, disse tratar-se de “mais um motivo de grande orgulho” para Portugal.

Estas inscrições juntam-se ao Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém, em Lisboa; ao Convento de Cristo, em Tomar; ao Mosteiro da Batalha; à Zona Central da Cidade de Angra do Heroísmo, nos Açores; ao Centro Histórico de Évora; ao Mosteiro de Alcobaça; à Paisagem Cultural de Sintra; ao Centro Histórico do Porto; à Ponte Luiz I e ao Mosteiro da Serra do Pilar, bem como aos Sítios Pré-Históricos de Arte Rupestre do Vale do Rio Côa e de Siega Verde.

A lista da UNESCO em Portugal integra ainda a Floresta Laurissilva, na Madeira, o Alto Douro Vinhateiro e Centro Histórico de Guimarães, a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, bem como a Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações.

Outras Notícias