Tranquada Gomes sublinha “exemplo de cidadania e dedicação” de Emanuel Rodrigues

19 Ago 2019 / 20:49 H.

O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Tranquada Gomes, emitiu uma nota de pesar pela morte de Emanuel Rodrigues:

“É com genuína tristeza que acabo de tomar conhecimento do falecimento do Primeiro Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Emanuel do

Nascimento dos Santos Rodrigues.

Social-democrata de convicções fortes, desde muito cedo participou na construção e definição do processo autonómico, tendo sido eleito deputado à Assembleia Constituinte, mandato que desempenhou, em

circunstâncias difíceis, com elevado brio, dedicação e eficácia.

Emanuel Rodrigues foi intransigente na defesa da autonomia e dos valores da nossa Região, tendo granjeado o respeito, estima, e elevada consideração, quer junto da população, quer dos agentes políticos.

Respeito e consideração que tiveram adequada tradução na eleição para Primeiro Presidente deste Órgão Legislativo, no início da nossa autonomia.

No discurso de abertura da Assembleia Legislativa da Madeira proferido em 22/06/1976, Emanuel Rodrigues, referiu que em consequência da instalação do Parlamento Regional se desenhava “um novo horizonte de

esperança para os madeirenses, chamados a construir pelas suas mãos o seu futuro colectivo” e que a abertura deste órgão representava “um passo firme e decidido no caminho em direcção à sonhada autonomia, àquela autonomia completa, real e efectiva, que os madeirenses tanto ambicionam, e que necessariamente acabarão por conseguir”.

Como testemunho da sua ação parlamentar, na qualidade de Primeiro Presidente deste Parlamento, foi agraciado com a Medalha de Mérito da Região Autónoma da Madeira que lhe foi outorgada em Sessão Solene, em 2001.

Madeirense ilustre com uma vida política assinalável, permanecerá na memória dos seus pares e dos madeirenses e portossantenses como um exemplo de cidadania e dedicação à causa pública, pelos relevantes serviços prestados à autonomia regional.

À sua família e amigos endereço, em meu nome e em nome da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira as mais sentidas condolências.”

Outras Notícias