Serviço de Defesa do Consumidor esteve no Porto Santo

Porto-santenses queixam-se sobretudo das telecomunicações e dos transportes aéreos

19 Out 2019 / 16:49 H.

O Serviço de Defesa do Consumidor (SDC) esteve mais uma vez no Porto Santo, na última sexta feira, numa sala da Junta de Freguesia, para esclarecer e ajudar os porto-santenses.

Ao DIÁRIO, Graça Moniz, responsável pelo SDC, adiantou que os porto-santenses continuam a se queixar. “Como também acontece na ilha da Madeira, há um maior número de reclamações na área das telecomunicações”, acrescentou. Mas não é apenas nessa área. Os locais têm vindo a apresentar também mais queixas na área dos transportes aéreos. “Realmente temos muitas reclamações, sobretudo das transportadoras aéreas, até porque os porto-santenses e madeirenses para sair das ilhas, na maioria dos casos, tem de ser de avião”.

Neste sentido, “temos muitos problemas com atrasos, cancelamentos de viagens, e com as próprias bagagens, ao nível dos danos nas malas”, disse Graça Moniz ao DIÁRIO.

A responsável pelo SDC adiantou ainda existir interesse por parte dos porto-santenses em abordar o organismo, sempre que se deslocam ao Porto Santo. “Há efectivamente sempre muita procura, as pessoas interessam-se e é muito bom sinal que isto aconteça”. E acrescenta: isto acontece porque a população “está cada vez mais ciente que tem direitos e quer sobretudo conhecê-los, estar a par do que acontece e o que a legislação lhes dá para se proteger nesta sociedade de consumo em que vivemos. Só tendo conhecimento dos nossos direitos é que podemos fazer valer esses mesmos direitos”, disse ainda Graça Moniz.

Outras Notícias