Produtora de canábis madeirense mudou de nome

14 Jun 2019 / 17:00 H.

A empresa madeirense que pretende produzir canábis para fins medicinais e terapêuticos já concretizou a mudança da sua designação para ‘Aurora Medicine Portugal’, mas ainda não foi formalizada no registo comercial a aquisição de 51% do capital pelo grupo canadiano Aurora Cannabis, já anunciada no final de Fevereiro.

A 14 de Maio foi realizada a alteração do nome de ‘Gaia Pharm’ para ‘Aurora Medicine Portugal’, ao mesmo tempo que houve a mudança do titular de uma quota de 20% para Tiago Silva (filho do sócio originário). De resto, a empresa mantém a sede na Rua João de Deus, no Funchal, e os restantes sócios originários: Adolfo Figueira Brazão (40%), advogado e filho do deputado social-democrata Adolfo Brazão; Tiago Saramago Matos (20%), filho da ex-deputada e ex-vereadora Violante Saramago Matos (PS e BE) e do mandatário da última candidatura de Paulo Cafôfo, Danilo Matos; e o biólogo continental Rui Santos Rosa (20%).

Recorde-se que esta empresa foi constituída em Março de 2018 e obteve em 21 de Fevereiro de 2019 autorização do Infarmed para produzir canábis. Menos de uma semana depois foi anunciada a venda da maioria do capital ao grupo canadiano.

Tópicos

Outras Notícias