Observatório Oceânico da Madeira parceiro de projecto que arrecada 6 milhões de euros

Ideia financiada pelo ‘Horizonte 2020’ garante 400 mil euros à Região

26 Jun 2017 / 20:44 H.

A Comissão Europeia aprovou recentemente um projecto de cerca de 6 milhões de euros em que o Observatório Oceânico da Madeira (OOM) é um dos 15 parceiros do consórcio ganhador.

Um projecto que, segundo o OOM, tem como objectivo principal desenvolver, testar e promover uma solução gelatinosa que será processada através de matéria prima proveniente de medusas (jellyfish) para servir de filtro à poluição de microplásticos. Neste contexto, esta equipa internacional e multidisciplinar propõe-se a atingir dois objectivos de uma só vez, removendo (e limpando) do oceano microplásticos que são já considerados uma ameaça global, aproveitando a matéria prima das medusas, muitas delas espécies invasoras e autênticas pragas nos oceanos.

O projecto aprovado no âmbito do programa ‘Horizonte 2020’ designado por “GoJelly - A gelatinous solution to plastic pollution” é liderado em Portugal pelos investigadores do OOM que trabalham nas áreas de aquacultura e ecologia. Casos de João Canning Clode e Carlos Andrade que terão a responsabilidade de liderar uma das tarefas técnicas do projecto - Captura e aquacultura sustentáveis das medusas.

Para além de mais um importante investimento de cerca de 400 mil euros que é atraído para a Região (financiamento a 100%), o projecto GoJelly representa a primeira participação da Madeira na área da Economia Azul do Horizonte 2020.

O Observatório Oceânico da Madeira representa um pólo de excelência dedicado à investigação e monitorização permanente do oceano. É uma unidade da Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação Tecnologia e Inovação, que tem como objeto, o apoio a actividades de investigação e de desenvolvimento experimental, de promoção da difusão tecnológica, de formação e de informação científica e técnica, bem como a acções que contribuam para a modernização e desenvolvimento da Região.

Saiba mais na edição de amanhã do DIÁRIO.

Tópicos

Outras Notícias