Encerramento temporário da via expresso no Lugar de Baixo sem ‘aviso atempado’ gera descontentamento

A principal alternativa é a ER222, mas a Câmara Municipal critica falta de comunicação atempada do encerramento do troço

19 Jan 2020 / 16:26 H.

O encerramento da via expresso entre a rotunda da Tabua e a rotunda da Ponta do Sol, que vai acontecer entre esta segunda-feira e o dia 23 de Janeiro, está a gerar grande descontentamento junto dos empresários do Lugar de Baixo, que vão ficar sem movimento entre as 9h30 e as 18 horas, período durante o qual estará o percurso encerrado. Em causa está a limpeza da escarpa sobranceira à Marina do Lugar de Baixo e à VE3.

O descontentamento é também partilhado pela Câmara Municipal da Ponta do Sol que diz ser “inadmissível” que a comunicação sobre esta alteração ao trânsito seja dada à autarquia na tarde de sexta-feira, deixando pouco tempo para uma informação mais atempada.

Célia Pessegueiro confirmou ao DIÁRIO que a CMPS recebeu a informação por parte da Concessionária de Estradas Viaexpresso da Madeira, via e-mail, na sexta-feira, por volta das 15h30. “Temos tentado divulgar a informação ao máximo pelos canais que nos são possíveis”, admitiu.

Ao DIÁRIO, um comerciante demonstrou o seu descontentamento por apenas ter tomado conhecimento deste constrangimento no trânsito dois dias antes do mesmo acontecer.

A autarca acredita que, se a comunicação tivesse sido feita com maior antecedência, iria permitir um ajustamento de horários dos comerciantes e fornecedores, tentando minimizar os efeitos do corte desta via. “Obviamente que o trabalho de limpeza das escarpas tem de ser feito. O que está em causa é a falta de antecedência na comunicação”, admite.

Por outro lado, a alternativa que se impõe é a ER222, com várias críticas nas redes sociais a anteverem um “caos no trânsito”, uma vez que habitualmente estão muitos carros estacionamos nessa estrada, dificultando a circulação automóvel.