600 kg de resíduos ‘varridos’ no centro do Funchal

14 Out 2019 / 16:37 H.

Conforme avançou o DIÁRIO na edição imprensa desta segunda-feira, a Câmara Municipal do Funchal (CMF) dinamiza, durante esta semana, a campanha ‘Lixo no chão, NÃO’, com o objectivo de “sensibilizar toda a população que a cidade limpa depende de todos” e que “os resíduos têm de ser colocados nos sítios adequados, e não no chão”.

Um dos pontos altos do programa foi a varredura diária da cidade, que, esta segunda-feira (14 de Outubro), concentrou, na Avenida Arriaga, 120 sacos com 600 kg de resíduos recolhidos do chão da cidade.

“A cidade está apetrechada com mais 2 mil papeleiras, instaladas em diversos pontos de espaços públicos e ainda assim, e como podem ver estão aqui 600 kg de resíduos em 120 sacos recolhidos diariamente do chão da cidade”, sublinhou o presidente da CMF, Miguel Silva Gouveia, que marcou presença no arranque simbólico desta campanha ao lado da vice-presidente, Idalina Perestrelo.

Para o autarca, “o ideal seria que campanhas como estas deixassem de ser necessárias, era sinal que todos nós estávamos sensibilizados para não deitar lixo no chão, mas dado esta quantidade, que temos de diminuir, a Câmara Municipal ainda vê necessidade de consciencializar em prol de medidas mais sustentáveis e das boas práticas ambientais”.

Miguel Silva Gouveia aproveitou ainda a ocasião para agradecer aos 35 colaboradores da limpeza urbana “por todo o trabalho que fazem diariamente para que o Funchal seja uma cidade limpa e apresentável, que recebe elogios de toda a gente que nos visita, como uma das cidades mais limpas do país”.

Outras Notícias