Portimonense domina mas não vai além do ‘nulo’ na recepção ao Belenenses SAD

09 Ago 2019 / 23:09 H.

O Portimonense e o Belenenses SAD empataram hoje sem golos no jogo de abertura da I Liga portuguesa de futebol 2019/20, disputado em Portimão e dominado pelos locais, que falharam na concretização.

A equipa da casa dominou a partida praticamente durante todos os 90 minutos e o resultado acaba por castigar a ineficácia algarvia, que não conseguiu ultrapassar o guarda-redes Koffi, a principal figura dos ‘azuis’.

Na estreia na I Liga, António Folha e Jorge Silas apresentaram quatro reforços cada nos dois ‘onzes’, mas, desde o apito inicial do árbitro Manuel Mota, foram os algarvios a impor o seu cunho ofensivo na partida.

A primeira parte mostrou um Portimonense em constante assédio ao meio-campo do Belenenses SAD, apostando numa pressão alta que condicionou quase sempre a construção de jogo dos ‘azuis’, com dificuldades em colocar em prática o seu habitual bom futebol.

O médio criativo brasileiro Paulinho voltou a assumir a condução do jogo algarvio, criando perigo logo aos três minutos, na marcação de um livre direto, obrigando o guardião dos forasteiro, Koffi, a defesa apertada.

Aos 17 minutos, com o Portimonense a continuar por cima, o guarda-redes do Belenenses SAD ficou ‘pregado’ ao chão com um cruzamento/remate de Paulinho que raspou o poste esquerdo da baliza.

O ascendente claro dos algarvios na primeira metade não ganhou expressão no marcador, apesar de, perto da meia hora, Iury Castilho ter rematado ligeiramente ao lado, após bom trabalho individual na sequência de um contra-ataque.

Com os centrais do Portimonense a cortarem ‘pela raiz’ os poucos lances em que o Belenenses SAD conseguia espreitar o meio-campo contrário, um remate do ponta de lança Kikas, aos 38 minutos, fraco e à figura, foi a única tentativa dos forasteiros.

O técnico dos ‘azuis’, Jorge Silas, esperava que o descanso fizesse bem à sua equipa - e até mexeu, colocando Matija Ljujic em campo -, mas o panorama manteve-se igual, com o Portimonense a acentuar o seu domínio.

As oportunidades sucediam-se, mas o guardião burquinense Koffi impediu a equipa de Portimão de abrir o ativo com duas boas defesas aos remates de Paulinho (53) e, após boa jogada coletiva, Iury Castilho (61).

Os algarvios foram perdendo fulgor e dando mais espaço ao Belenenses SAD com o passar dos minutos, mas Iury Castilho voltou a estar perto do golo para os locais, cabeceando ao lado após centro de Koki Anzai (78).

Com o jogo mais aberto, os lisboetas estiveram muito perto de surpreender os locais, valendo o central Willyan com dois cortes na ‘hora h’, num remate de Licá (86) e a impedir que a bola chegasse a um adversário (87).

Outras Notícias