Madeira

Grupo dono da Agriloja chega à Madeira

None

O Grupo Agrinda, dono da cadeia de lojas ligadas ao mundo rural, em especial à agro-precuária, mas não exclusivamente, acaba de constituir uma empresa para o mercado madeirense.

A Agridistribuição Madeira é detida a 100% pela Agridistribuição, SA, que tem sede no Cadaval. A empresa apresenta-se, no seu site oficial da Internet, com os seguintes créditos: “Desde 1996 que nos dedicamos à comercialização de produtos para retalho nas áreas de Agricultura, Jardim, Pecuária, Animais de Estimação, Bricolage e Casa. Actualmente, contamos com mais de 500 fornecedores contratados e disponibilizamos uma vasta gama com 20.000 produtos, onde se incluem os produtos de marca própria Agriloja reconhecidos pelo mercado. Somos o Master Franchising das lojas Agriloja.”

No objecto da Agridistribuição Madeira está escrito que consiste na “compra e venda, por grosso e a retalho; importação; exportação; logística; armazenagem; produção; transformação e distribuição de produtos e utensílios para: agricultura, pecuária, jardinagem, pet-care, bricolage, materiais de construção, casa & lar e lazer, mobiliário, artigos de iluminação, electrodomésticos, têxteis e a prestação e gestão de serviços conexos. Comércio a retalho de flores, plantas, sementes, fertilizantes e fitossanitários para plantas e flores; Comércio por grosso de produtos químicos. Comércio a retalho de outros produtos novos, em estabelecimentos especializados. Actividade de intermediário de crédito e prestação de serviços de consultoria relativamente a contratos de crédito celebrados com consumidores na categoria de intermediário de crédito a título acessório”. No fundo, um conjunto de actividades que são desenvolvidas pelo grupo Agrinda.

No País existem duas dezenas de lojas.

A seda da Agridistribuição Madeira é a Loja N da Galerias Comercial Jardins D’Ajuda II, Estrada Monumental.