PCP esteve reunido com USAM e quer audição pública sobre as ameaças à coesão social

18 Mai 2017 / 17:43 H.

O PCP esteve hoje reunido com a União dos Sindicatos (USAM), sendo que, no seguimento deste encontro, o partido decidiu organizar uma audição pública sobre as ameaças à coesão social na Região e os actuais perigos ao desenvolvimento económico.

De acordo com nota enviada à imprensa, o encontro serviu para debater diversas temáticas como a “verificação de que os rendimentos do trabalho estão a perder peso no conjunto do rendimento regional”, “a consequência daquele processo na quebra registada no consumo das famílias”.

Além disso, falou-se sobre “a estagnação dos salários médios e o congelamento nos rendimentos que marcam diversos sectores de actividade na Região” e as “as consequências tanto sociais, como económicas desta redução do peso do rendimento do trabalho”.

“A dimensão destes processos tem graves implicações negativas para a coesão social, que está cada vez mais posta em causa, e agravam as desigualdades sociais”, conclui o partido.