Bayern Munique define duas semanas para a sucessão de Ancelotti

Paris /
29 Set 2017 / 11:45 H.

O Bayern Munique definiu um prazo de duas semanas para a sucessão de Carlo Ancelotti, técnico italiano despedido quinta-feira, após a derrota (3-0) na Liga dos Campeões de futebol, anunciou hoje o presidente do clube alemão, Uli Hoeness.

“Não estamos sob pressão, mas depois da pausa de duas semanas (para os jogos internacionais), queremos ter uma solução”, afirmou Hoeness, em declarações à rádio FFH.

Após a derrota averbada quarta-feira frente ao Paris Saint-Germain por 3-0, na segunda jornada da fase de grupos de Liga dos Campeões, o Bayern prepara o jogo de domingo frente ao Hertha de Berlim, sétimo classificado do campeonato alemão, sob orientação do antigo internacional francês Willy Sagnol, nomeado treinador interino do clube, após ter sido adjunto de Ancelotti.

Como técnico, Sagnol orientou as seleções de sub-20 e sub-21 da França e o Bordéus tendo-se destacado como jogador ao serviço do Bayern Munique, que representou durante nove temporadas, depois de passagens por Saint-Étienne e Mónaco

Entre os nomes apontados ao comando dos bávaros, destacam-se dois técnicos alemães: Thomas Tuchel, antigo treinador do Borussia Dortmund, tendo deixado o clube no final da última época por divergências com a direção, e Julian Nagelsmann, técnico de 30 anos que dirige o Hoffenheim, segundo classificado da liga alemã e adversário do Braga no Grupo C da Liga Europa.

Outras Notícias