Portugal continuará a ser parceiro haja ou não ‘Brexit’

12 Dez 2019 / 19:47 H.

O ministro da Administração Interna afirmou hoje que o Reino Unido continuará a ser um parceiro para Portugal em matéria de segurança, independentemente da sua saída da União Europeia, que, se for concretizada, espera “seja tão suave quanto possível”.

Eduardo Cabrita falava na sede do ministério, em Lisboa, na cerimónia de condecoração de elementos das embaixadas de Espanha, França e Reino Unido e de um oficial da Polícia Nacional de Espanha pelos serviços prestados em termos de cooperação com Portugal.

O Reino Unido foi hoje a votos em eleições legislativas antecipadas, convocadas pelo Governo liderado pelo conservador Boris Johnson para tentar desbloquear o impasse criado no parlamento sobre o processo de saída do país da União Europeia, o chamado ‘Brexit’.

Para o ministro da Administração Interna, “independentemente de existir ou não ‘Brexit’”, o Reino Unido “continuará na Europa” e “a ser um parceiro de Portugal” em matéria de “segurança interna”.

Eduardo Cabrita espera que a saída do Reino Unido da União Europeia, a efetivar-se, “seja tão suave quanto possível”.

O Partido Conservador, do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, tenta nas eleições de hoje recuperar uma maioria absoluta, perdida devido a expulsões e deserções de deputados insatisfeitos com o rumo do ‘Brexit’ e também devido ao desentendimento com o aliado Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte.

No lado oposto, o Partido Trabalhista lidera a oposição na tentativa de travar o acordo negociado por Johnson com Bruxelas para completar o processo de saída da União Europeia até 31 de janeiro, prometendo renegociar os termos e submeter o resultado a referendo.

Na sua intervenção, o ministro da Administração Interna salientou que as condecorações hoje atribuídas pelo Estado português traduzem a “cooperação exemplar na segurança”, nomeadamente em termos de formação e prevenção de riscos, entre Portugal, Espanha, França e Reino Unido e que a Europa é um “espaço de liberdade, segurança e justiça” e de “partilha de valores democráticos”.

Antonio Calzado Santiago, conselheiro do Interior da Embaixada de Espanha, Marina Lebreton, adida de Segurança da Embaixada de França, e Rebekah Bayliss, secretária política da Embaixada do Reino Unido, foram agraciados com a Medalha de Mérito “Liberdade e Segurança na União Europeia”.

Avelino García Lopez, inspetor-chefe da Polícia Nacional de Espanha, recebeu a Medalha de Prata de Serviços Distintos.