Helicóptero do INEM com quatro pessoas a bordo desapareceu na zona de Valongo

15 Dez 2018 / 22:20 H.

Um helicóptero ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), com quatro pessoas a bordo, “desapareceu” hoje na zona de Valongo, distrito do Porto, disse à Lusa fonte oficial da instituição.

Segundo fonte do INEM, apenas se sabe que “desapareceu um helicóptero na zona de Valongo”, um concelho próximo do Porto, estando a bordo “um enfermeiro, um médico, o comandante e o piloto”, todos “ao serviço” da instituição.

Fonte do INEM não soube precisar a que horas o helicóptero desapareceu.

Vários meios da Protecção Civil estão envolvidos nas buscas para localizar um helicóptero de emergência médica, com quatro pessoas a bordo, desaparecido na zona de Valongo desde as 18:30 de hoje, informou o INEM em comunicado.

“Estão em curso buscas para localizar um helicóptero de emergência médica ao serviço deste Instituto, o qual está dado como desaparecido. A aeronave em questão regressava à sua base, em Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança, após ter realizado uma missão de emergência médica de transporte de um doente grave para o Hospital de Santo António, no Porto”, adianta o comunicado do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Segundo o INEM, o último contacto com o helicóptero foi registado por volta das 18:30, na zona de Valongo.

“Decorrem neste momento buscas, envolvendo vários meios de Proteção Civil, com vista a localizar o aparelho”, acrescenta.

De acordo com o INEM, a bordo do helicóptero de emergência médica seguiam “dois pilotos e uma equipa médica, composta por médico e enfermeiro”.

O helicóptero em questão é um Augusta A109S, operado pela empresa Babcock, de acordo com o INEM.

Segundo a Proteção Civil, estão envolvidos nas buscas os bombeiros de Valongo e de Santa Maria do Zêzere, com 4 veículos e 11 operacionais, estando a caminho “meios do INEM”, que não identificou, e um helicóptero da Força Aérea.

De acordo com fonte da Força Aérea, o helicóptero descolou da Base Aérea do Montijo cerca das 21:45 e deverá chegar ao local pelas 22:30.

A mesma fonte da Proteção Civil disse à agência Lusa que não foi ainda uma definida uma zona concreta para o desaparecimento da aeronave, mas as autoridades estão a “tentar reduzir ao máximo” o perímetro das buscas nas imediações da aldeia de Couce, no concelho de Valongo.

Tópicos