Greve dos magistrados do MP com adesão entre 90 e 100%

País /
26 Jun 2019 / 12:50 H.

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público registaram hoje uma adesão entre 90 e 100%, no primeiro de três dias de greve, marcada para protestar contra alegadas tentativas de controlo político do Ministério Público (MP).

Em conferência de imprensa, o presidente do Sindicato dos Magistrados Públicos afirmou que os magistrados estão mobilizados contra as propostas de alteração do Estatuto do Ministério Público do PS e PSD.

António Ventinhas atribuiu essa tentativa a “forças subterrâneas” em ambos os partidos, que “contra a posição da ministra da Justiça e do Presidente da República apresentam propostas para controlar politicamente o ministério Público”.

Os magistrados do MP vão pedir uma audiência ao Presidente da República para discutir a questão, notando que Marcelo Rebelo de Sousa “manifestou preocupação com a autonomia do MP, transmitida no telefonema à Procuradora Geral da República, na terça-feira.

Esta quarta-feira é cumprida uma greve nacional, na quinta-feira haverá uma paralisação dos magistrados dos distritos judiciais de Porto e Coimbra e na sexta-feira serão os magistrados do Ministério Público de Lisboa e Évora a fazer greve.

Outras Notícias