Presidente polaco defende a família tradicional em dia de sensibilização LGBT

25 Out 2019 / 11:12 H.

O presidente da Polónia considerou hoje, dia em que se assinala o “Rainbow Friday”, organizado por grupos LGBT nas escolas polacas para promover a diversidade sexual, que a “família é a base da sociedade e da pátria”.

“A família é a base absoluta da sociedade. Sem família, não haverá nação, não haverá Polónia”, disse Andrzej Duda, político ligado ao partido no poder no país, o nacionalista-conservador Lei e Justiça.

Questionado sobre a efeméride que vai ser assinalada nas escolas polacas por grupos LGBT (sigla de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgéneros), Duda disse que a “família é de fundamental importância e deve ser apoiada pelo Estado e merece proteção total”.

Andrzej Duda evitou assim com esta afirmação referir-se diretamente à “Rainbow Friday”, que visa promover a tolerância e o respeito pela diversidade sexual entre os estudantes.

O chefe de Estado polaco destacou também a defesa do direito à vida e apresentou o seu apoio a uma norma futura que vai procurar restringir o direito ao aborto na Polónia.

A igreja católica polaca tem sido mais clara a mostrar sua oposição à iniciativa, sublinhando que “as escolas não são o lugar para promover os postulados do LGTB” e pede aos pais que não sejam indiferentes à politização da comunidade, educação e introdução de ideologias na sala de aula.

O “Rainbow Day” foi assinalado no ano passado pela primeira vez na Polónia, mas muitas escolas desistiram após a oposição do Governo à iniciativa.

Para evitar que a situação volte a repetir-se, o provedor de Justiça da Polónia, Adam Bodnar, solicitou ao Ministério da Educação que tivesse em conta a importância de educar os jovens contra a discriminação.

O provedor lembrou que as escolas são independentes para organizar atividades que promovem valores diferentes compatíveis com a Constituição, incluindo a tolerância, respeito à diversidade e minorias.

O movimento LGBT tem denunciado repetidamente um novo crescimento da homofobia na Polónia, onde o partido no poder se posicionou abertamente contra o que chama de “ideologia LGBT”.

Outras Notícias