Mais de 5.000 venezuelanos entraram no Peru num único dia

14 Jun 2019 / 21:09 H.

- A agência para os refugiados das Nações Unidas (ACNUR) anunciou hoje que um número recorde de emigrantes venezuelanos atravessou, num só dia, a fronteira do Peru, antecipando medidas de entrada restritivas.

A diretora de informação da ACNUR, Regina de la Portilla, disse que, na quinta-feira, 5.400 venezuelanos entraram no Peru, antecipando novos obstáculos administrativos de passagem de fronteiraa deste país, que confina a norte com a Colômbia, vizinha da Venezuela.

A partir de sábado, o Peru exigirá passaportes e vistos aos migrantes venezuelanos -- uma exigência que muitos não serão capazes de cumprir.

Segundo de la Portilla, a agência das Nações Unidas está a “apoiar e a complementar os esforços das autoridades peruanas”, no momento em que se verifica “o maior número de venezuelanos a entrar no Peru”.

Ao início do dia de hoje, filas de venezuelanos tentavam dormir junto à fronteira norte (com a Colombia) do Peru, esperando pela devolução dos seus documentos de identidade, que estavam a ser analisados pelas autoridades policiais.

Segundo a agência da Nações Unidas para os refugiados, mais de quatro milhões de pessoas já saíram da Venezuela desde 2015, com mais de um milhão destes a terem fugido desde o passado mês de novembro, em resultado da grave crise económica e social.

O Peru já abriga cerca de 770 mil venezuelanos.

Tópicos

Outras Notícias