Jornalistas manifestam-se no Paquistão contra censura e despedimentos

16 Jul 2019 / 11:54 H.

Os jornalistas paquistaneses manifestaram-se hoje contra a censura exercida pelos serviços de segurança e contra os despedimentos e os atrasos nos pagamentos dos salários.

Os protestos foram organizados em vários pontos do país pela União dos Jornalistas.

De acordo com a organização, os jornalistas enfrentam um dos “períodos mais duros” da história do Paquistão e por isso o sindicato decidiu combater as situações de censura que considera “sem precedentes” no país.

Afazl Butt, presidente da União dos Jornalistas, disse que as manifestações que decorreram hoje “são apenas o princípio do movimento de protesto”.

Jornalistas e advogados afirmaram que os militares pressionam os meios de comunicação social, impedindo o pensamento crítico.

Acusam também o novo governo de ter reduzido as verbas destinadas à publicidade institucional, prejudicando a situação económica dos jornais e das estações de televisão privados.

Outras Notícias