Madeira pode atrair ‘Vistos Gold’ se Lisboa e Porto perderem incentivos fiscais

08 Nov 2019 / 18:00 H.

O administrador executivo da empresa KW Portugal, Eduardo Garcia e Costa, assumiu, esta tarde, na Conferência Anual do Turismo (CAT), que o mercado imobiliário de Lisboa e Porto sofrem de um “sobreaquecimento”, com subida de preços e saída de residentes portugueses dos centros destas cidades.

Questionado pelo moderador do terceiro painel da CAT, José Bizarro, com a hipótese admitida pelo Governo da República de limitar ou cortar as vantagens fiscais ao investimento imobiliário em Lisboa e Porto, Eduardo Garcia e Costa admitiu que “alguém terá de aproveitar essas oportunidades dos Vistos Gold” e que “a Madeira e o Algarve podem se posicionar para esse tipo de clientes”.

Outras Notícias