I Volta à Madeira pelo Caminho Real 23 deu 350 euro à economia local por caminheiro

16 Abr 2017 / 16:06 H.

“Terminou na passada sexta-feira a primeira Volta à Madeira pelo Caminho Real 23 promovida pela Associação do Caminho Real da Madeira (ACRM). A iniciativa contou com a participação de 35 pedestrianistas, dos quais 6 cumpriram a totalidade dos 197 km do percurso, percorrendo entre 7 e 14 de Abril as 37 freguesias por onde passa o Caminho Real 23”, informa a Associação do Caminho Real da Madeira.

Um dos objectivos, revela o presidente Miguel Silva Gouveia, foi “a dinamização as microeconomias locais, auxiliando a criação de emprego e o combate à desertificação das freguesias menos urbanas. Nesta iniciativa foram privilegiadas as estadias em alojamento local e a alimentação em restaurantes, snack-bares e mercearias existentes nos sítios em torno do Caminho Real 23. Contas feitas à iniciativa, e com todas as despesas incluídas, cada caminheiro que cumpriu os 8 dias de percurso pernoitando nas localidades, contribuiu com cerca de 350€ para a economia local.”

“O sucesso da primeira iniciativa e o interesse manifestado por vários entusiastas do pedestrianismo em cumprir o Caminho Real 23 levará a ACRM a promover mais uma ‘Volta à Madeira’ ainda este ano, previsivelmente no início do Verão.”

Outras Notícias