Há menos crianças a chumbar no Básico

É uma das manchetes de hoje da imprensa. A imigração a subir, fuga e lavagem de dinheiro são outros temas. Ronaldo volta às primeiras nacionais.

12 Nov 2019 / 09:54 H.

Há menos crianças a perder o ano coloca em manchete o JN. Os chumbos no Ensino Básico caíram para metade. Nos últimos dois anos houve menos 30 mil reprovações. Os pais e professores aprovam o projecto de não retenções. Na imagem, a serra suja. Poluição mancha serras do Porto. Ronaldo está também nesta primeira. A lesão preocupa a Federação. Ainda uma chamada para o regulamento interno dos clubes de futebol que proíbe que os jogadores durmam fora de casa, isto depois da polémica da noitada de alguns jogadores.

Imigração sobe 18% em Portugal, com Reino Unido destacado no top 5, destaca o Público. Os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, provisórios, revelam que até Outubro tinham sido dadas 110.813 novas autorizações de residência. O Reino Unido estava em quarto lugar, passou para segundo. Na imagem, os protestos nas ruas de Hong Kong com a enviada do jornal.

No Diário de Notícias, os desentendimentos de Ronaldo com os treinadores ao longo da carreira merecem cabeçalho. A manchete põe cá fora que a empresa que contratava médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões, contratada pelo Estado, recrutou e depois desapareceu sem pagar. Em Lisboa são mais de 30 profissionais, 40 mil euros deixados de dívida. A Direcção dos Serviços Prisionais diz que nada pode fazer. Aqui ainda a política internacional, com Evo Morales e as eleições em Espanha a merecerem espaço na primeira.

No i, quarteirão da baixa lisboeta vendido a fundo americano gera revolta. Imóveis foram vendidos no ano passado ao fundo Apollo. Em destaque a decisão por tomar se partidos com um deputado falam amanhã; e o testemunho a partir da maior marcha de extrema-direita do Mundo, em Varsóvia.

Lalanda lava 70 milhões em 7 anos, é o tema principal no Correio da Manhã. O Ministério Público está a investigar as transferências para paraísos fiscais. Nas contas, ainda os três maiores clubes da I Liga devem mais de mil milhões de euros. A imagem desta edição é a do secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, que foi recebido com protestos. Em causa, diz o jornal, o negócio suspeito com lítio.

Rendimentos médios também podem perder com o englobamento, escreve o Negócios. ANA sobe taxas em Lisboa, mas passageiros em trânsito pagam menos, revela a notícia com foto. Partidos escondem o jogo no arranque das negociações para o Orçamento, lê-se ainda.

Nos desportivos, A Bola destaca a contratação de Yoni González para Janeiro, extremo colombiano de 25 anos que deverá reforçar o Benfica. Actualmente está no Fluminense. O Recorde traz a mesma contratação em destaque “Yoni González no Benfica”.

O Jogo traz a polémica de Marchesin, Saravia, Uribe e Díaz partiram para as selecções sem falar com Sérgio Conceição. “Para revolver no regresso”, escreve o jornal.

Outras Notícias