Há 50 anos, tal como hoje, integração dos surdos estava na ordem do dia

A 15 de Julho de 1969 tratava-se também dos preparativos para a partida da Apollo 11

15 Jul 2019 / 15:00 H.

“A integração dos surdos na vida social” era uma das notícias em destaque na edição de 15 de Julho de 1969, que recordamos hoje no nosso ‘Canal Memória’.

Há 50 anos, o Diário visitava o Instituto de Surdos do Funchal, inaugurado apenas três anos antes, reconhecendo o seu contributo para a integração das crianças surdas na região. O centro acolhia então 42 menores com deficiências auditivas.

Curiosamente, o mesmo assunto faz correr tinta 50 anos depois. “Surdos vão poder chamar o 112 sem pedir ajuda a ninguém”, avançam os media nacionais, dando conta que a aplicação MAI112 vai estar disponível a partir de hoje (mas por enquanto apenas para os telemóveis com sistema Android).

A aplicação vai poder ser descarregada no site 112.pt e que “permite uma chamada por videoconferência, com serviço de interpretação de língua gestual portuguesa, e também permite a geolocalização por parte do operador de 112 na tecnologia que tem lá instalada”. O serviço é gratuito e pelas contas do secretário de Estado, vai beneficiar 150 mil surdos.

A 15 de Julho de 1969 tratava-se também dos preparativos para a partida da Apollo 11, concretizada cinco dias depois. Outro dos temas de destaque na capa do nosso matutino há 50 anos.

No mesmo dia Marcello Caetano, então Presidente do Conselho, era aclamado em Lisboa ao regresso do Brasil, merecendo também menção na capa do DIÁRIO.

$!Há 50 anos, tal como hoje, integração dos surdos estava na ordem do dia
Outras Notícias