Há 28 anos anunciava-se a chegada da ‘Cabo TV Madeirense’

19 Jul 2019 / 15:00 H.

Na edição de 19 de Julho de 1991, o DIÁRIO de Notícias avançava, em primeira mão, a chegada da ‘Cabo TV Madeirense’. Na edição impressa, o nosso matutino adiantava que esse serviço, denominado “televisão sem fronteiras”, estaria disponível no início do ano seguinte. Esta é a edição que lhe trazemos na nossa rubrica ‘Canal Memória’ desta sexta-feira.

A ‘Cabo TV Madeirense’ revelava-se uma inovação que iria permitir o acesso a canais internacionais. A empresa com um capital social inicial de cinco mil contos propunha-se a uma cobertura integral da Região num prazo de 7 anos. Neste pacotes, além de vários canais internacionais, estava também prevista a integração da RTP-Madeira. A primeira fase de cobertura dizia respeito às localidades compreendidas entre o Estreito de Câmara de Lobos e o Caniço, “englobando, assim, a grande percentagem da população madeirense e as mais importantes unidades hoteleiras”.

Na mesma edição, o DN-Madeira dava ainda conta da aposta da Galp no mercado regional, com a inauguração de um novo psoto de combustível no cruzamento entre a Rua 31 de Janeiro e a Rua do Til.

Outras Notícias