Governo Regional abre portas do CINM à produtora J. Faria & Filhos

03 Set 2019 / 16:13 H.

O vice-presidente do Governo Regional visitou, esta terça-feira (3 de Setembro), as instalações da J. Faria & Filhos (empresa produtora de licores, rum, brandy, Vinhos da Madeira e concentrados de frutos), em Santa Quitéria (Funchal), dando continuidade à iniciativa ‘Empresas com Proximidade’.

Na ocasião, Pedro Calado deixou o convite à empresa para instalar-se no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM). “Faria sentido ter esta actividade no Centro Internacional de Negócios (...) Há vantagens fiscais muito positivas para quem lá se instala. Foi um desafio que deixámos à empresa, e julgo que é um factor a ponderar, atendendo à dimensão. Já fazia todo o sentido ter uma actividade destas a pagar IRC de 2,5%, em vez dos 5%, porque tem uma componente de inovação muito grande”, sustentou o vice-presidente.

O governante teceu rasgados elogios a esta “empresa familiar”, que “tem conseguido ultrapassar as dificuldades do tempo, tem sabido modernizar-se, tem investido muito em recursos humanos qualificados, na exportação, no conhecimento exterior, na conquista de mercados externos, e hoje é uma empresa que tem quase cinco milhões de euros de investimento em termos de equipamentos”.

A J. Faria & Filhos “já factura um valor superior a seis milhões”, revelou, destacando ainda que cerca de 10% desta facturação já é para mercado externo (quer para Portugal continental, onde tem cerca de 3% da facturação, quer para África do Sul, Estados Unidos ou Europa central, que representam 7%).

Além de estar “bem colocada no mercado”, a J. Faria & Filhos tem parcerias com outras empresas regionais, grandes marcas e grandes produtores internacionais, sublinhou Pedro Calado, enaltecendo igualmente a “diversidade de produtos, sobretudo desenvolvidos com a fruta tradicional madeirense”.

O vice-presidente mostrou-se “muito satisfeito” por ver que esta empresa “tem aproveitado muito bem as oportunidades que o Governo Regional tem conseguido proporcionar, sobretudo no que toca à área da exportação e da divulgação dos produtos no mercado externo”.

Outro factor que fez questão de salientar foi a participação da empresa em feiras internacionais, que o executivo regional faz questão de incentivar. “Não é só para mostrar os produtos, à toda uma rede de contactos que é feita a nível internacional que faz a potenciação de negócio além-fronteiras”, realça Calado, reiterando que “o Governo Regional está muito empenhado em continuar a incentivar a exportação e a redução de custos na exportação destes produtos”.

Outras Notícias