É preciso educar os mais jovens para a cidadania

Pedro Calado, vice-presidente do Governo Regional quer que as novas gerações percebam porque pagamos impostos

16 Set 2019 / 10:01 H.

O vice-presidente do Governo Regional, à margem da sessão de abertura do Congresso para a Cidadania e Educação Fiscal, que decorre esta manhã no auditório da Reitoria da Universidade da Madeira, no Colégio dos Jesuítas, frisou a necessidade de educar os mais jovens no que há literacia financeira lhes diz respeito.

Pedro Calado explicou que a Região arrecada, grosso modo, em impostos directos e indirectos, cerca de 900 milhões de euros para um orçamento regional que tem 1,9 mil milhões para despender anualmente, grande parte utilizado nos serviços de saúde e educação.

O governante refutou a ideia que pagamos impostos a mais para serviços a menos, salientando que as novas gerações percebam que o que lhes é pedido fruto do seu trabalho tem sido bem aplicado na Madeira, sendo a região do país que menos impostos cobra e melhores serviços presta às populações.

Saiba mais na edição de amanhã, num evento que vai decorrer ao longo de toda a manhã desta segunda-feira e que implica a distribuição a seu tempo de um livro didáctico para os mais novos, nomeadamente alunos do 1.o Ciclo do Ensino Básico.

Outras Notícias