Carlos Teles diz-se “enganado” por Lisboa

Reabilitação da Esquadra da PSP foi o mote para a declaração do edil que discursa na sessão solene

19 Jun 2019 / 18:38 H.

O presidente da Câmara Municipal da Calheta diz-se “enganado” por Lisboa. A constatação do autarca social-democrata deve-se ao facto de ter obtido uma garantia do Ministro da Administração Interna que a reabilitação da esquadra da PSP seria levada a efeito, mas o edil calhetense continua “sem respostas”. Carlos Teles falava há instantes na cerimónia da Sessão Solene comemorativa ao 517 aniversário que decorre no Porto de Recreio com a presença do presidente do Governo Regional.

“Esta é uma promessa que mais uma vez caiu no esquecimento e pelos vistos já não faz parte dos seus planos”, observou em jeito de crítica. “Não sei o que se passa nas viagens dos nossos governantes da República no regresso a Lisboa, quando lá aterram, como que atingidos por uma estranha amnésia, esquecem-se de tudo o que prometeram aos madeirenses”, palavras que Miguel Albuquerque escutou esboçando um ligeiro sorriso, quiçá agradado com o tom usado contra o executivo de António Costa.

Muitos dos assuntos que Carlos Teles falou estão expressas na entrevista que concedeu ao DIÁRIO, recordando o desagravamento fiscal, a redução da dívida herdada de Manuel Baeta passando dos 10 para os 3,2 milhões de euros, a aplicação do IMI à taxa mínima, a devolução de 40% do IRS aos contribuintes.