Calheta alarga programa de natalidade

16 Abr 2018 / 16:31 H.

Porque “os números são assustadores” o executivo liderado pelo social-democrata Carlos Teles decidiu alargar o programa de incentivo à natalidade passando dos três para os cinco anos a idade o limite da faixa etária dos respectivos beneficiários. “Calheta d´Esperanças”, é assim que se designa o projecto, passa a ter novas medidas, naquela que é a segunda edição deste mecanismo de intervenção social. Palavras que foram registadas à margem do XIII aniversário da Escola EB123/PE Prof. Francisco M. S. Barreto.

O edil disse ser o contributo da autarquia para fazer face ao declínio da demografia, um “problema” que segundo Teles “não é exclusivamente do concelho”, uma vez que este constrangimento está patente em vários municípios da Região.

Ao todo a edilidade calhetense apoiará com 50 euros mensais durante cinco anos a todos os casais por cada nascimento, o que significa que cada bebé beneficiará de um apoio pecuniário de três mil euros.

De resto, Teles recordou que a autarquia apoiou em 2015, 63 crianças, em 2016 foram 60 bebés, e em 2017, outras 66 crianças.