Arte urbana dinamizada na Rua dos Tanoeiros assinala um ano com “balanço positivo”

15 Nov 2019 / 12:58 H.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia assinalou hoje o primeiro aniversário da intervenção de arte urbana promovida na Rua dos Tanoeiros, no Funchal um dos arruamentos históricos da Baixa da cidade.

A iniciativa consistiu na instalação, em 16 lojas da rua, de trabalhos artísticos desenvolvidos por artistas regionais ou residentes na Madeira, tendo por base pipas. Um ano volvido, Miguel Silva Gouveia faz um balanço “bastante positivo” da iniciativa, na medida em que a rua “registou uma maior afluência de pessoas ao longo do último ano, especialmente turistas”, tendo causado “impactos positivos nas vendas” e contribuído para que “metade das lojas que então estavam encerradas tivessem, entretanto, voltado ao activo”. O líder da autarquia mostrava que “mais uma vez, a cultura e a arte urbana podem efetivamente promover a dinamização económica”.

O projecto ‘Adote Uma Loja’, consistiu num desafio lançado a cada artista para “adoptar” um estabelecimento da rua e entrar em contacto com a história e as motivações do espaço e dos seus comerciantes. Segundo o autarca, as 16 obras elaboradas procuraram traduzir, através da arte, um pouco da história destas lojas, fazendo ao mesmo tempo uma homenagem aos tanoeiros e à sua arte, que dão nome à rua.

“Entendemos que o comércio tradicional deve ser preservado e valorizado, não apenas pelas suas funções económicas e sociais, mas também pelo seu significado histórico, como referencial do nosso património imaterial e da nossa memória e identidade colectiva”, referiu Miguel Silva Gouveira, destacando o papel da Autarquia que procurou “reavivá-los através da arte pública, com sentido crítico e consciente da necessidade de regeneração da cidade e dos seus estabelecimentos comerciais, o que foi francamente bem conseguido”.

“Neste caso, para além de democratizar o acesso à cultura e valorizar os artistas, procuramos transformar a atractividade da rua e dinamizá-la economicamente, o que foi possível, também graças ao profundo trabalho de proximidade que o Município tem estabelecido com os comerciantes, auscultando-os na busca das melhores soluções”, referiu, relembrando que o reforço e melhoramento da iluminação pública na Rua dos Tanoeiros “é mais um exemplo destas sinergias e mais uma das causas do sucesso alcançado”.

Miguel Silva Gouveia aproveitou a visita aos comerciantes da rua, quer aqueles que se associaram ao projecto, quer os novos, e endereçou o convite “para que manifestem junto da Autarquia a disponibilidade para integrar uma 2.ª fase deste projecto, e passem também eles a contar com uma intervenção artística à entrada dos respectivos estabelecimentos”.

Outras Notícias