Actualização remuneratória dos bombeiros de Santa Cruz deverá ser concluída até 2025

16 Ago 2019 / 14:37 H.

Esta sexta-feira, dia 16 de Agosto, os bombeiros de Santa Cruz passaram formalmente a Sapadores. Trata-se da primeira corporação na Região a usufruir, de forma faseada, dos vencimentos previstos para aquela categoria profissional.

Na cerimónia que decorreu esta manhã, no quartel dos bombeiros em Santa Cruz, o presidente Filipe Sousa destacou que “tudo fará para que os novos vencimentos sejam pagos integralmente até ao fim do mandato, em 2021, embora os contratos e a lei prevejam que essa actualização possa ser feita até 2025”.

O autarca sublinhou que “esta medida tem grande impacto no Orçamento Municipal, coisa que quem faz as leis frequentemente esquece”. Filipe Sousa reconhece, no entanto, que “os bombeiros merecem todo o apoio e todas as condições de trabalho e valorização financeira”.

O presidente recordou ainda que o actual executivo da Câmara Municipal de Santa Cruz colocou, desde Setembro de 2013, “a melhoria das condições de trabalho e acção dos Bombeiros como um dos seus principais objectivos de gestão” e deu como exemplo de medidas implementadas no seu mandato a melhoria das infra-estruturas e aumento dos meios técnicos ao dispor da protecção civil municipal.

No âmbito desta política concertada, estava horizonte a actualização remuneratória e de carreira dos profissionais dos bombeiros, com efeito a partir do dia 1 de Agosto de 2019 e que dever ser realizada até 1 de Janeiro de 2025 (ou seja, concluído até 31 de dezembro de 2024), com actualizações anuais de pelo menos 15% da diferença entre a remuneração resultante da alteração de categoria e a remuneração correspondente à categoria que detém.

Uma medida que visa, assim, “dar melhores condições e reconhecer a honrosa missão de protecção da população, nomeadamente em situações de catástrofe”, sublinhou Filipe Sousa.