Acções de limpeza de ribeiras sem licenças

17 Ago 2019 / 07:00 H.

As acções de limpeza de ribeiras que o Governo Regional atribui às empresas de construção civil, e das quais resulta a extracção de inertes, são viabilizadas através de meros pareceres emitidos pela Secretaria dos Equipamentos e Infra-estruturas. O Governo evita emitir licenças que obrigariam a planos de impacte ambiental e de recuperação paisagística. O tema faz a manchete da edição impressa do DIÁRIO deste Sábado, para ler nas páginas 4 e 5.

Nas seguintes, páginas 6 e 7, é o Porto Santo que está em foco depois de, na típica enchente de Agosto, muitos pedirem descanso em vez de festas nocturnas. Depois da polémica, hoteleiros e população defendem o sossego. Do outro lado, empresários da noite dizem ser difícil vender Agosto sem música. A autarquia adia decisão para depois do Verão.

Em época de arraiais, conheça, na página 31, os nove que ainda estão à sua espera por toda a ilha.

Destaque ainda para a conferência que quer combater as ‘fake news’ e que traz a Associação Portuguesa de Imprensa à Madeira. Saiba tudo na página 3.

O Porto do Funchal também é chamado à primeira, mas não pelos melhores motivos: continua a perder escalas. Na página 2 também é possível perceber por que, apesar das quebras, o número de passageiros tem aumentado.

E claro, mais notícias e histórias no miolo do DIÁRIO, além de, todo o dia, em dnoticias.pt.

Obrigada por estar desse lado.
Dia feliz.

Outras Notícias