‘Grandes’ têm os bilhetes de época mais caros

Saiba quanto vai custar ir à bola

08 Ago 2019 / 09:50 H.

Os crónicos candidatos ao título da I Liga portuguesa de futebol, Benfica, FC Porto e Sporting, têm, para a maioria dos setores nos seus estádios, bilhetes de época mais caros do que os outros 15 clubes em prova.

Entre as tabelas consultadas pela Lusa nos sítios oficiais dos clubes, o FC Porto, vice-campeão nacional, apresenta os dois preços mais altos para lugares anuais - 1.000 euros, para a designada ‘Box’ (camarotes), e 600 euros para a Tribuna.

Já as bancadas Superior Sul e Superior Norte do Estádio do Dragão são as mais baratas, custando 110 euros, valor que inclui somente os jogos da I Liga, ou 140, se contar também com a fase de grupos de uma competição da UEFA.

O campeão nacional Benfica também utiliza as provas da UEFA como critério para os preços: os bilhetes de época simples (’Red Pass’), que incluem campeonato, Taça de Portugal e Taça da Liga, variam entre os 85 e os 350 euros, enquanto o passe com jogos europeus vai dos 145 aos 460 euros.

O clube ‘encarnado’ confirmou, em 18 de julho, ter vendido mais de 45.000 bilhetes de época para 2019/20, marca que superou os mais de 43.000 de 2018/19.

O Sporting, terceiro em 2018/19, reparte a venda de lugares anuais por sete zonas do Estádio José Alvalade: a zona 1 (partes inferiores das bancadas laterais) é a mais cara, com preços dos 225 euros aos 450 euros, e a zona 7 (partes superiores das bancadas Norte e Sul) a mais barata, com valores entre 93 os 186 euros.

Os ‘leões’ anunciaram um “recorde” de 20.675 lugares renovados até 10 de julho, que dão acesso a todos os jogos da I Liga e da Taça da Liga e ainda a quatro jogos da Liga Europa.

Os preços são normalmente mais baixos entre os restantes emblemas, com o ‘europeu’ Sporting de Braga a apresentar preços entre os 12,50 euros (estudante na bancada Lateral Nascente) e os 350 euros (família de três pessoas nos Cativos), com acesso aos jogos da I Liga, Taça da Liga e fase de grupos da Liga Europa.

Já o outro clube na Liga Europa, o Vitória de Guimarães, pratica valores entre os 10 euros, para sócios entre os três e os 17 anos, e os 175 euros, numa das zonas da bancada Poente, garantindo o acesso a todos os jogos do campeonato

O Boavista anunciou, em 12 de maio, uma redução de 60% no custo dos lugares anuais e pratica agora valores entre os 15 e os 150 euros, enquanto os preços do Santa Clara vão dos 50 aos 135 euros, os do Tondela dos 40 aos 150 euros e os do Rio Ave dos 12 aos 130 euros. O Belenenses SAD tem um preço único de 50 euros.

Já as tabelas oficiais de Marítimo e Portimonense agregam o valor das quotas e dos bilhetes de época, com os madeirenses a apresentarem preços entre os 10 euros (crianças) e aos 180 (bancada Poente) e os algarvios entre os 60 (atrás das balizas) e os 150 euros (Poente).

Entre os emblemas recém-promovidos, o Paços de Ferreira apresenta bilhetes de época dos cinco aos 80 euros, valores aos quais se junta a quota mensal, o Famalicão impõe um preço único de 120 euros e o Gil Vicente tem uma oferta entre os 25 e os 170 euros.

Já o Moreirense, o Vitória de Setúbal e o Desportivo de Aves não vendem bilhetes de época. Em Moreira de Cónegos, o pagamento da quota mensal entre os três e os 7,5 euros é suficiente para se ver os jogos, enquanto, em Setúbal, o preço vai dos 1,5 aos 15,50 euros. Nas Aves, as quotas variam entre os três e os 10 euros, sendo ainda preciso adquirir ingresso para cada partida.

Outras Notícias