Benfica pode completar um campeonato só com triunfos fora

15 Jan 2020 / 09:07 H.

O Benfica pode somar na sexta-feira, no recinto do Sporting, o 17.º triunfo consecutivo fora na I Liga de futebol, registo recorde que corresponde a vencer todos os jogos realizados em terreno alheio num campeonato a 18.

Desde que Bruno Lage assumiu o comando dos ‘encarnados’, em janeiro do ano passado, as ‘águias’ ganharam todos os jogos realizados longe da Luz para a principal prova do calendário luso, num total de 16 vitórias consecutivas.

Assim, o novo técnico dos campeões nacionais em título igualou o recorde nacional que o seu antecessor, Rui Vitória, havia estabelecido entre 2015/16 e 2016/17, batendo, então, os 15 triunfos de outro treinador do Benfica, o inglês Jimmy Hagan entre 1971/72 e 1972/73.

Hagan e Vitória viram, curiosamente, os seus registos acabar da mesma forma, com empates na visita ao FC Porto: o inglês a dois golos, em 01 de abril de 1973, após triunfos nas primeiras 23 rondas do campeonato de 1972/73, e o atual técnico do Al Nassr a um, em 06 de novembro de 2016.

Por seu lado, Bruno Lage passou, há muito, o teste do Dragão, onde venceu por 2-1, depois de ter estado a perder, graças a golos de João Félix, entretanto comprado por 126 milhões de euros pelo Atlético de Madrid, e Rafa.

Foi a quinta vitória neste ciclo, e que também já inclui um triunfo em Alvalade, bem claro, por 4-2, logo no terceiro jogo fora no campeonato para Lage, depois de um 2-0 face ao Santa Clara, na estreia, em 11 de janeiro de 2019, e um 1-0 frente ao Vitória de Guimarães.

Ainda antes do triunfo face aos ‘azuis e brancos’, o Benfica superou o Desportivo das Aves por 3-0 e, depois, bateu consecutivamente Moreirense (4-0), Feirense (4-1), que desceu de divisão, Sporting de Braga (4-1) e Rio Ave (3-2).

Em 2019/20, os ‘encarnados’ já repetiram triunfos frente a quatro adversários, com destaque para novo triunfo expressivo na ‘pedreira’ (4-0) e idêntico 1-0 no D. Afonso Henriques. Também voltaram a vencer em Moreira de Cónegos (2-1), onde perdia aos 84 minutos, e Ponta Delgada (2-1).

Bruno Lage triunfou ainda na primeira visita aos redutos de Belenenses SAD (2-0), Tondela (1-0) e Boavista (4-1).

Com triunfos nos primeiros sete jogos fora da I Liga 2019/20, o sucessor de Rui Vitória também já conseguiu o segundo melhor registo da história do Benfica, apenas batido pelos 12 de 1972/73, rumo ao melhor campeonato de sempre.

‘Águias’ podem bater recorde de pontos à 17.ª ronda

O Benfica pode conseguir em Alvalade um novo recorde de pontos após as primeiras 17 jornadas da I Liga portuguesa de futebol, atingindo os 48, o que acontecerá se vencer na sexta-feira no terreno do Sporting.

Desde que as vitórias passaram a valer três pontos, e não apenas dois, o que aconteceu em 1995/96, o FC Porto foi o clube que mais pontos somou em 17 jogos, com 47 em 1996/97 e 2010/11, em ambas as ocasiões com 15 vitórias e dois empates.

Em 2019/20, o Benfica já perdeu uma vez, na receção aos ‘dragões’ (0-2), mas, de resto, só somou triunfos, num total de 15, pelo que, vencendo os ‘leões’, fixa um novo máximo, com 48 pontos, em 51 possíveis.

Mesmo perdendo, o conjunto comandado por Bruno Lage já assegurou um lugar no ‘top 10’ no que respeita a pontuações à 17.ª jornada, que só não significaram o fim da primeira volta entre 2006/07 e 2013/14, épocas em que o campeonato só tinha 16 equipas.

No caso de empatar, o Benfica iguala a sua maior pontuação de sempre, os 46 pontos de 2014/15, conseguidos na sexta e última época sob o comando de Jorge Jesus.

Em termos absolutos, o melhor registo da história é, praticamente, impossível de igualar, já que, em 1972/73, o Benfica, de Jimmy Hagan, venceu os primeiros 17 jogos -- chegou a 23 triunfos -, então com o pleno de 34 pontos.

Nessa temporada, os ‘encarnados’ acabariam com o melhor registo de sempre, ainda não igualado, de 28 vitórias e dois empates (2-2 nas Antas e 0-0 na Tapadinha), ambos após ter assegurado matematicamente o título.