Museu Etnográfico da Madeira celebra o Natal com duas exposições

13 Dez 2018 / 14:17 H.

O Museu Etnográfico da Madeira associa-se à quadra natalícia, através de duas exposições, nomeadamente, ‘Reciclar n’A Festa’ e ‘Artesanato Urbano ou Moderno, Presépios Madeirenses’, esta última patente ao público no Aeroporto Internacional da Madeira para dar as Boas-vindas e Votos de Bom Natal a todos os que chegam à Região.

‘Reciclar n’ A Festa’, será inaugurada amanhã, dia 14 de Dezembro, e estará patente ao público até 15 de Janeiro de 2019, no átrio do Museu Etnográfico, na Ribeira Brava, e em diferentes espaços do Museu. Trata-se de uma actividade que surge integrada no Projecto ‘Museu Sustentável’, tendo por objectivo a sensibilização da população para a necessária preservação do ambiente.

Neste enquadramento, e tendo em conta que reutilizar é uma prioridade que deve ser partilhada entre todos, desde cedo, o Museu assume o desenvolvimento desta iniciativa, aproveitando-a para transmitir aos mais jovens, a importância da salvaguarda do meio ambiente. Nesta exposição está patente uma sensibilização reflectida nos trabalhos que integram a mostra, através da reutilização de materiais pelas Escolas, Lares de Idosos, Instituições do Ensino Especial, Centros Culturais, Centros de Ocupação dos Tempos Livres, Casas do Povo e Juntas de Freguesia.

Quanto à exposição ‘Artesanato Urbano ou Moderno, Presépios Madeirenses’, que se encontra patente ao público no Piso 0 (Chegadas) do Aeroporto Internacional da Madeira, até ao dia 16 de Janeiro de 2019, trata-se de uma Mostra inserida no projecto de itinerância que o Museu Etnográfico da Madeira desenvolve há mais de 10 anos, enquadrado na acção de divulgação ‘O Museu Vai à Rua’.

O artesanato urbano ou moderno surge, recentemente, como alternativa ao artesanato tradicional, numa época em que impera a tecnologia e em que há uma permanente e crescente procura de novos conceitos, novas formas e novos materiais, para fazer face aos desafios da globalização.

Dando continuidade ao projecto iniciado em 2015, o Museu Etnográfico leva, assim, ao Aeroporto Internacional da Madeira, um trabalho que integra as artistas Lénea Cabral, Suzana Fraga, Sílvia Abreu e Virginie Galtier.