Bienal de Arquitectura de Veneza regressa em 2020 para pensar como viver em conjunto

Veneza /
17 Jul 2019 / 12:47 H.

A 17.ª Bienal de Arquitetura de Veneza vai decorrer de 23 de Maio a 29 de Novembro de 2020 com o tema “Como vamos viver juntos?”, anunciaram, na terça-feira, o presidente Paolo Baratta e o curador Hashi Sarkis.

Como exposição internacional, a bienal vai explorar, na edição do próximo ano, “o papel negligenciado do arquitecto enquanto promotor civilizado e protector do contrato espacial”, lê-se no ‘site’ do evento.

“Precisamos de um novo contrato espacial. No âmbito da amplificação das divisões políticas e das crescentes desigualdades económicas, pedimos aos arquitectos que idealizem espaços onde possamos viver generosamente juntos”, explicou Hashim Sarkis, a propósito do tema desta edição.

Os arquitectos convidados a participar na exposição são incentivados a envolver, no evento, outras profissões e grupos de interesse como artistas, construtores, artesãos, políticos, jornalistas, cientistas e cidadãos comuns, pode ler-se na página oficial da bienal.

Para Paolo Baratta, presidente da bienal, “viver juntos significa, antes de mais, a consciência de potenciais crises e problemas, novos e já existentes, que não recebem soluções adequadas e a atenção necessária, no desenvolvimento espontâneo das economias e sociedades”.

“Esperamos que, a partir do trabalho de Hashim Sarkis e dos países e arquitectos participantes, nos seja permitido imaginar um mundo activo no confronto destas questões e, em particular, um mundo de arquitectura que se comprometa a pensar, imaginar e pôr em prática novas soluções”, acrescentou na apresentação do evento.

O curador de exposição, Hashim Sarkis, concluiu que “o ano de 2020 tem vindo a ser referido como um marco importante no caminho para o futuro. Muitas nações e cidades apelidam-no como ‘Visão 2020’”.

“O ano aproxima-se. Nós olhamos para a ideologia arquitectónica como uma forma de atender a este momento de criatividade e coragem”, salientou.

Nesta edição, à semelhança de outros anos, serão apresentadas as participações nacionais, com exposições nos pavilhões do Giardini e do Arsenale, em Veneza, e os eventos paralelos, seleccionados e apresentados por instituições internacionais.

Outras Notícias