Político britânico que se demitiu devido a alegações de abuso sexual morreu

Lisboa /
07 Nov 2017 / 15:15 H.

Um político britânico que se demitiu do seu cargo no governo do País de Gales na semana passada após alegações de abuso sexual morreu, anunciou hoje a polícia local.

A polícia do Norte do País de Gales indicou ter sido chamada cerca das 11:30 (mesma hora em Lisboa), após a descoberta de um corpo em Connah’s Quay, identificado como sendo Carl Sargeant, e precisou num comunicado que a sua morte não era considerada suspeita.

A família de Carl Sargeant disse estar “devastada” com a sua morte.

Ministro das Comunidades e da Infância no governo regional do País de Gales, Sargeant demitiu-se no passado dia 03 e foi suspenso do Partido Trabalhista, cujo líder, Jeremy Corbyn se declarou hoje na rede social Twitter “muito chocado” com a notícia da sua morte.

Sargeant foi uma das várias figuras envolvidas num escândalo de assédio sexual na política britânica.

O escândalo já levou à demissão do ministro da Defesa, a uma investigação ao vice-primeiro-ministro e ao ministro do Comércio Internacional, ao afastamento das suas funções de dois ministros regionais, um do governo da Escócia e o outro do País de Gales, e à suspensão pelos seus partidos de vários deputados conservadores e trabalhistas.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, apelou na segunda-feira a uma nova “cultura do respeito” na vida pública, considerando que “mulheres e homens devem poder trabalhar sem a ameaça ou o medo de assédio ou de intimidação”.

May tinha marcada uma reunião no mesmo dia com outros líderes partidários para “discutir a criação de um novo processo eficaz de tratamento das queixas no parlamento”.

Outras Notícias