Hollande confirma um polícia morto e dois feridos e fala em terrorismo

Paris /
20 Abr 2017 / 23:40 H.

O presidente francês, François Hollande, confirmou hoje que um polícia morreu e dois ficaram feridos num ataque nos Campos Elíseos, em Paris, e afirmou que as pistas apontam para um caso de terrorismo.

“Estamos convencidos, as pistas que podem conduzir a investigação são de ordem terrorista”, afirmou o Presidente, numa declaração hoje à noite, após uma reunião de emergência com o primeiro-ministro, Bernard Cazeneuve.

Hollande confirmou que um polícia morreu e dois outros ficaram feridos e afirmou que uma outra pessoa foi atingida, antes de o atacante ser “neutralizado por outros agentes”.

Toda o quarteirão foi bloqueado e as pessoas foram retiradas de suas casas, afirmou ainda o chefe de estado, garantindo que as autoridades mantêm “vigilância absoluta”.

“Todas as medidas que podem ser tomadas foram tomadas”, garantiu, explicando que decorrerá na sexta-feira uma reunião de emergência, às 08:00.

“Os meus pensamentos vão para a família do polícia morto e os entes próximos dos feridos”, disse ainda Hollande, manifestando confiança e solidariedade para com as forças de segurança do país.

Entretanto, o grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou o tiroteio, através do seu órgão de propaganda, a agência AMAQ.

As autoridades afirmaram que o autor do ataque estava identificado como extremista e referiram que o homem aparentemente actuou sozinho.

A procuradoria francesa anunciou ter aberto uma investigação de terrorismo ao incidente, que ocorreu cerca das 21:00 locais.

O ataque ocorre a três dias da primeira volta das tensas eleições presidenciais em França, em que a segurança é um dos temas em destaque, após vários ataques terroristas no país nos últimos anos.

Outras Notícias