Região já formou 100 pessoas em Voluntariado de Protecção Civil

Protecção Civil quer dotar populações de conhecimentos sobre atitudes de segurança e protecção

01 Abr 2017 / 11:55 H.

A secretária da Inclusão e Assuntos Sociais, responsável pela área da Protecção Civil, esteve ontem no encerramento da Formação ‘Voluntariado em Protecção Civil’, que permitiu que cem cidadãos adquirissem conhecimentos relativos a essa área.

“O objectivo é criarmos, localmente, pessoas com capacidade, com informação, com algumas competências para poder agir aquando se algumas situações”, explicou Rubina Leal, acrescentando ser importante cultivar estas atitudes de auto-protecção, sendo que cada um pode ser um agente de Protecção Civi.

A Protecção Civil pretende que mais pessoas possam estar dotadas dos conhecimentos necessários para agir nas mais diversas situações. A Cruz Vermelha, Casa do Voluntário e Protecção Civil juntaram-se assim para formar os madeirenses.

“Em regras, as pessoas sabem algumas medidas imediatas, nomeadamente o telefonema para o 112, que é o que se afigura mais rápido, mas por vezes há pequenas atitudes que alguns de nós podemos tomar, como foi o caso do 20 de Fevereiro e o caso dos incêndios”, explicou a governante.

A cerimónia de ontem marcou o encerramento do 7º curso, com duração de 15 horas e que passou noções ligadas com as forças de socorro e segurança, noções de suporte básico de vida, utilização de extintores e de acções a ter em conta em casa. A formação que agora terminou contou com a participação de 10 formandos.