PSD-Madeira acusa CMF de mentir sobre o facto de a cidade ter sido finalista do prémio ‘Capital Verde Europeia 2019’

21 Abr 2017 / 12:21 H.

O grupo municipal do PSD-Madeira na Assembleia Municipal do Funchal acusou, esta sexta-feira, o executivo camarário de mentir sobre o facto de a cidade ter sido uma das finalistas do galardão ‘Capital Verde Europeia 2019’.

Através de um voto de protesto, apresentado na reunião da Assembleia Municipal, os social-democratas sublinham que “a cidade do Funchal nunca foi finalista deste prémio”. “Houve sim um aproveitamento político relativamente ao desconhecimento que a maioria das pessoas tem em relação a este, e a outros assuntos, para retirar dividendos de uma falsa notícia, arquitectada para encobrir a incapacidade que esta Câmara tem para cumprir metas”, dizem.

Os deputados municipais salientam que “esta cidade foi apenas uma candidata a este prémio, a par de outras 13 cidades, onde também estava incluída Lisboa”.

“No passado dia 5 de abril, e após a análise das respectivas candidaturas, foi anunciada a lista que contém as 5 cidades finalistas a este prémio, não estando a cidade do Funchal lá contemplada. Talvez porque os 12 indicadores de avaliação exigiam padrões de excelência e de resposta que, neste momento, a cidade do Funchal não consegue oferecer e nem garantir, fruto, por exemplo, da incapacidade de gestão da rede de abastecimento de água potável com perdas na ordem dos 60%, ou talvez da fraca gestão de resíduos ou da ausência de uma estratégia urbana em relação aos espaços verdes, facilmente suprida através do PDM, cuja revisão não vê a luz do dia por estar dependente da agenda particular do presidente da Câmara”, acrescenta o PSD-M.

“Consciente das potencialidades que esta cidade tem para conquistar galardões”, os representantes do PSD na Assembleia Municipal expressam “o seu repúdio perante a deturpação feita pelo executivo camarário, na pessoa do seu presidente, em relação à candidatura da cidade do Funchal ao prémio”, salientam.

“E como se não bastasse a ilusão criada à população do Funchal, vende-se a mentira ao Tribuna da Madeira, à Ambiente Magazine e à Essential Madeira, rematando com uma publicação no ‘site’ da Câmara, alterando factos que constam da página da Comissão Europeia”, acrescentam, referindo que, desta forma, se “ludibria a população e a comunicação social”.

“Afinal, a nobre cidade do Funchal é uma falsa finalista e mais uma vez o que se quis foi, através da mentira, criar uma cortina de fumo que permita alimentar a maquilhada gestão camarária”, concluem.

Outras Notícias